Dia Mundial das Telecomunicações

Um mundo que vê com estupor e incerteza o avanço global de uma pandemia que nos coloca todos à prova – de entidades internacionais, passando por governos, chegando aos cidadãos comuns. Para muitos, é também uma oportunidade de se reinventar.

Com o fenômeno pandêmico ainda em desenvolvimento, a análise sobre a importância das Tecnologias da Informação (TI) inseridas neste novo teatro mundial não demorou.

O surgimento, ao que parece definitivo, de novos cenários, como o do teletrabalho, a entrada de 5G, a Inteligência Artificial (IA) aplicada à vida das pessoas, robôs, saúde à distância, educação online, aplicativos para o relacionamento entre o estado e os cidadãos, entre outros, tem feito com que esta crise se conecte de forma mais ou menos intensa com a indústria tecnológica.

A economia mundial também teve que reinventar rotas para adaptar-se ao novo cenário. Visões como a integração dos setores produtivos e, ainda mais, a colaboração ao invés da concorrência entre atores do mercado, deram o tom desta reinvenção profunda pela qual o mundo está passando como resultado direto da chegada da crise.

Adaptação e novo começo. Esta parece ser a lição e premissa desta situação catastrófica. E é neste ponto que as TIs revalidam de forma muito potente sua importância dentro do contexto global, não só econômico, mas também nas relações humanas e na sustentabilidade das atividades próprias de cada sociedade.

Como será este mundo pós-pandemia? Já temos uma projeção a respeito, não há dúvida disto. Hiperconectividade e aplicativos a serviço das pessoas, a conversão de muitas áreas de negócios para o âmbito digital e a transversalidade do uso das TI tem dado o tom desde o estouro da pandemia.

É, então, o cenário mais propício para que a economia mundial siga avançando no caminho da integração tecnológica global. As dúvidas em relação a se isto era possível ficaram para trás no novo cenário. E isto é tremendamente importante se pensarmos em como a tecnologia e a digitalização das sociedades colaboraram para lidar com a crise de uma ótima forma.

Internet, dados digitais e aplicativos validaram sua importância mais do que nunca no novo contexto e sua projeção para o futuro do funcionamento do mundo é tão presente quando esperançosa.

É aqui onde todos nós atores inseridos na indústria de TI devemos potencializar nossas visões e fortalecer ainda mais o uso das tecnologias como parte fundamental de estratégias baseadas no desenvolvimento e bem-estar das pessoas, dos cidadãos comuns que são a base de nossos sistemas sociais.

O potencial e o valor da informação, nossa capacidade analítica e o uso de ferramentas tecnológicas que deem um bom destino a ela têm sido um dos pontos altos da luta contra o COVID-19. E não estamos falando apenas do âmbito sanitário, já que o mundo inteiro foi testemunha de como em diferentes áreas da vida diária, a presença tecnológica tem sido um ator relevante dentro do atual contexto global.

Estamos sendo testemunhas de um verdadeiro exemplo de como será o mundo pós-pandemia e como esta situação mudou para sempre a visão que tínhamos sobre muitas áreas, especialmente sobre a importância de TI na vida das pessoas.

Há motivo para que neste Dia Mundial das Telecomunicações, a União Internacional de Telecomunicações (UIT), em conjunto com a Organização Mundial da Saúde (OMS), tenha realizado um potente e claro chamado: “Desencadear o potencial da tecnologia da informação para derrotar o COVID-19”.

Sem dúvidas, hoje a rede Internet se transformou em uma das melhores amigas no motor de esperança que está movendo nossa humanidade.

Jon Paul "JP" McLeary

Autor:
Leonardo Barbero
Senior VP, Productos
CenturyLink LATAM

Disponible en Español (Espanhol)