Especialista em cibersegurança entrega alguns conselhos úteis para evitar inconvenientes no momento de comprar online. 

“Para 2019, a Câmara de Comércio de Santiago estima que as vendas através do comércio eletrônico cheguem a 7 bilhões de dólares[1], o que transforma este segmento de compradores em um universo muito atraente para os ciberdelinquentes, particularmente quando há eventos maciços de grande consumo”, comenta Pablo Dubois, gerente de Produtos de Segurança da CenturyLink para a a América Latina, advertindo que nestes casos os riscos vêm do uso de contas bancárias e cartões de crédito de forma maciça.

De fato, a CCS prevê que no próximo ano o comércio eletrônico pode representar cerca de 10% do total das vendas varejistas, cifra similar à dos Estados Unidos.  Para o executivo, durante as vendas maciças deve se estar muito atento a vários detalhes, para evitar experiências ruins.

Dubois lembra que é preciso sempre certificar-se de que o site que se deseja visitar seja, efetivamente, aquele da loja eletrônica na qual se quer comprar.  “Ainda que pareça óbvio, nem sempre é.  Se digitamos o site diretamente, que é o mais recomendável, ainda assim temos que prestar atenção para que a URL da loja comece com ‘https’, que corrresponde ao protocolo que valida o site em relação à segurança na transferência de dados.  Além disto, é preciso confirmar que o ícone de cadeado esteja presente na barra”, comenta. 

Ressalta que todos os sites de compras ou bancos onde seja necessário fazer o “login” ou acessar com um nome de usuário e senha, estão sob este protocolo seguro, mas que nunca é demais prestar atenção no endereço completo do site, assim como na veracidade e validade do certificado da página, revisando-o através de um clique, normalmente no cadeado que vemos na barra.

Minuto chave: o pagamento

O especialista em segurança da CenturyLink enfatiza que o processo chave é o do pagamento, quando colocamos o número completo do cartão de crédito, com os dados de validade e número de segurança, o qual é efetuado em um site diferente ao do comércio, em um intermediário, seja ele o banco ou o emissor dos cartões de crédito, sendo portanto também necessário se precaver. 

“Neste etapa, trata-se de nos resguardarmos e impedir que terceiros nos roubem os dados e chaves ou coordenadas de verificação.  Neste sentido, sem dúvida, o primeiro conselho é realizar esta operação em um dispositivo próprio, com antivírus, idealmente que não tenha sido exposto a malware ou software malicioso, típico de visitas a sites inseguros, ou quando se baixam aplicativos ou jogos de procedência duvidosa”, detalha.  

Outra opção é utilizar sistemas de pagamento digital, como por exemplo PayPal ou outra empresa similar, onde “inseriremos uma única vez os dados de nosso cartão e em seguida, nas compras, só teremos que considerar estas empresas como meios de pagamento.  Assim não teremos que carregar nossos dados todas as vezes em cada página onde desejamos fazer uma compra.  E apenas uma empresa terá que se responsabilizar pela segurança de nossos dados”.

Olho aberto com…

Dubois recomenda cuidado especial com as senhas ou chaves usadas tanto no registro em sites de comércio como nos de correio eletrônico pessoal. 

  • Evite usar os números de sua casa, datas de aniversário ou nomes de parentes ou mascotes.
  • O mais aconselhável é criar uma chave que combine letras e números, particularmente para o correio eletrônico.
  • Também pode ser criada uma frase completa que combine letras e números, mudando algumas letras por números ou símbolos, inclusive utilizando espaço entre elas.
  • Evite guardar seus dados pessoais e senhas nos dispositivos.
  • Quando efetuar uma compra, certifique-se de fazê-lo a partir de uma rede segura.
  • Utilize seus próprios dispositivos para suas compras e certifique-se de que estes possuem um antivírus.
  • Evite abrir links provenientes de mensagens instantâneas e de origem desconhecida.
  • Lembre-se de que as chaves são pessoais.

 

[1] https://www.ccs.cl/prensa/docs/2019/04/COMUNICADO%20ECOMMERCE%20DAY%202019%20vf.pdf

 

Autor:
Pablo Dubois
Gerente Regional de Productos de Seguridad,
LATAM

Disponible en Español (Espanhol)